home > Informe-se > Impotência sexual > 5 dicas para melhorar seu desempenho e vida sexual

5 dicas para melhorar seu desempenho e vida sexual

Publicado em 4 de janeiro de 2021
Por: Dr. Leonardo Ortigara

5 dicas para melhorar seu desempenho e vida sexual

Com o avanço da idade, a correria da rotina, o aumento do estresse e tantos outros fatores, manter uma vida sexual ativa e satisfatória pode se tornar uma missão complicada para muitos homens. O medo de desenvolver problemas de disfunção sexual é uma grande preocupação do público masculino, mas com as dicas certas é possível melhorar a vida sexual.

Manter relações sexuais com frequência e com um desempenho satisfatório é importante para muitos homens que possuem uma relação estável, além de aumentar a autoestima e confiança, reduzir os níveis de estresse, prevenir problemas no coração e proporcionar diversos outros benefícios para a saúde física e emocional.

Por isso, se a sua vida sexual não está satisfatória, fique atento às dicas e saiba como você pode melhorá-la!

Como melhorar a vida sexual?

O baixo desempenho e a insatisfação com as relações sexuais podem ser uma grande queixa do público masculino, sobretudo para pacientes acima de 40 anos, mas a boa notícia é que é possível melhorar a vida sexual com a adoção de alguns hábitos saudáveis e cuidados especiais. Confira o que você pode fazer!

Controle a ansiedade

A ansiedade, o estresse e todas as condições que afetam a saúde mental e emocional são grandes vilões de uma vida sexualmente satisfatória, já que podem levar à ejaculação precoce e a não obtenção da ereção. Para controlar a ansiedade, procure evitar pensamentos que podem causar agitação ou sentimentos negativos, como medo e insegurança.

Sentir-se à vontade com sua parceira também é fundamental para controlar a ansiedade no momento da relação sexual. Nesse momento, procurar relaxar ou manter uma boa conversa antes da relação sexual pode ajudar a te acalmar e controlar a ansiedade. 

Mantenha uma alimentação saudável

A nossa alimentação está diretamente ligada à nossa saúde, inclusive à saúde sexual. A falta de nutrientes importantes pode resultar em uma baixa produção de neurotransmissores responsáveis pelo prazer e bem-estar sexual. Além de manter uma alimentação equilibrada, incluir alguns alimentos específicos na sua dieta pode ajudar a melhorar a vida sexual.

A vitamina B3, encontrada principalmente no amendoim, melhora a vasodilatação sanguínea e a circulação na região do pênis; já a vitamina E, presente no ovo, por exemplo, participa da produção de hormônios sexuais, contribuindo para o aumento da libido e do apetite sexual.

Pratique atividades físicas

As atividades físicas melhoram a circulação sanguínea, fortalecem a musculatura e ajudam a manter a produção hormonal estável. Tudo isso contribui para melhorar a vida sexual, além de melhorar a disposição durante as relações sexuais.

A prática de atividades físicas também melhora a autoestima, confiança e o bem-estar, fatores que estão diretamente relacionados ao bom desempenho sexual. Exercícios como agachamento, abdominal e alongamento ajudam a fortalecer a musculatura, mas qualquer atividade física é válida para melhorar a vida sexual.

Evite cigarro e bebidas alcoólicas

O hábito de fumar com frequência afeta o correto funcionamento das artérias e aumenta os riscos da doença aterosclerótica, que consiste em um importante fator de risco para a disfunção erétil. 

Além disso, a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas pode ser responsável por parte dos problemas de ereção no momento da relação sexual. O consumo de bebidas antes da relação como estimulante sexual também é um hábito prejudicial e deve ser evitado.

Faça a higienização correta do pênis

Você pode pensar que não, mas a higienização do pênis também é um fator que influencia no desempenho sexual. Realizar a limpeza do órgão diariamente e mantê-lo sempre limpo ajuda a prevenir infecções, além de ser mais atraente para a parceira.

Também é importante secar bem a área após o banho. Esse hábito contribui para evitar a proliferação de fungos e bactérias que possam comprometer a saúde do pênis e, consequentemente, afetar o desempenho sexual.

Quando devo me preocupar?

Se com as dicas acima, você não conseguir manter relações sexuais satisfatórias devido à dificuldade de manter e sustentar a ereção, é hora de procurar ajuda médica, afinal você pode estar sofrendo com disfunção erétil

Mas não se preocupe: essa condição pode ser tratada através de técnicas modernas, seguras e altamente eficazes, permitindo que você recupere a capacidade de ereção e volte a ter relações sexuais satisfatórias e duradouras.

O ideal é sempre passar por uma avaliação médica para obter um diagnóstico preciso e discutir com o profissional qual é a melhor opção para seu caso, considerando o grau da disfunção, os resultados esperados, dentre outros fatores.

Quer saber mais sobre saúde sexual masculina? Acompanhe-me no Facebook e Instagram para ficar por dentro de mais dicas, novidades e conteúdos.  

Material escrito por:
Dr. Leonardo Ortigara
CRM 15149 / RQE 7698
X Balneário Camburiú Itajaí