home > Informe-se > Câncer de Próstata > Como é a recuperação da prostatectomia robótica

Como é a recuperação da prostatectomia robótica

Publicado em 22 de dezembro de 2020
Por: Dr. Leonardo Ortigara

Como é a recuperação da prostatectomia robótica

Considerado o procedimento mais avançado e preciso no tratamento do câncer de próstata, a prostatectomia robótica oferece muito mais vantagens para o paciente em comparação à cirurgia aberta. Os principais benefícios podem ser notados no período pós-operatório, já que proporciona uma recuperação mais rápida e retorno às atividades normais em pouco tempo.

No entanto, alguns cuidados são necessários para aumentar as chances de sucesso do procedimento. Conhecer cada um deles é importante para que o paciente faça a sua parte e possa retomar suas atividades de rotina sem nenhuma complicação ou sequela. Continue a leitura e saiba quais são os cuidados necessários!

Prostatectomia robótica: tratamento inovador para o câncer de próstata

Antes de falarmos sobre a recuperação da prostatectomia robótica, é importante saber mais sobre o procedimento a qual você irá se submeter, afinal você não quer chegar com nenhuma dúvida na hora da cirurgia, certo? A prostatectomia robótica é um procedimento minimamente invasivo que tem como objetivo remover a próstata de maneira mais precisa, segura e de modo a evitar qualquer tipo de complicação.

A cirurgia assistida por robô fornece aos cirurgiões uma imagem ampla e tridimensional que, aliada à exatidão dos instrumentos e à capacidade técnica do cirurgião, permite remover a próstata, na grande maioria das vezes, sem provocar nenhum tipo de lesão nas estruturas do sistema urinário e reprodutor.

Essa é uma grande vantagem em comparação à cirurgia aberta, uma vez que não afeta o esfíncter – responsável pelo controle da urina – e os nervos sacrais – responsáveis pela ereção, ou seja, é possível preservar a capacidade de controle sobre a urina e a capacidade de ereção, evitando a incontinência urinária e a disfunção erétil.

Vantagens da cirurgia robótica no pós-operatório

Como é um procedimento minimamente invasivo capaz de oferecer maior precisão cirúrgica, a prostatectomia robótica apresenta uma série de vantagens no período pós-operatório. Dentre as principais, vale destacar:

  • menor perda de sangue;
  • período de hospitalização mais curto;
  • recuperação mais rápida e menos dolorosa;
  • menores riscos de complicações;
  • cicatrizes menores e praticamente imperceptíveis;
  • preservação da função erétil e do sistema urinário na maioria absoluta dos casos.
    Como é a recuperação da cirurgia?

Apesar de oferecer as vantagens acima, a prostatectomia robótica exige alguns cuidados especiais no período pós-operatório, assim como qualquer outro procedimento cirúrgico. De maneira geral, o paciente fica em internação hospitalar de 1 a 2 dias, podendo retornar para casa após esse período.

Na primeira semana, o paciente deve ficar com a sonda vesical, que será retirada em consultório médico após esse período. Também é necessário realizar os exercícios para fortalecimento da musculatura pélvica conforme orientações médicas.

Nos primeiros 10 a 15 dias, é recomendado o afastamento do trabalho, além de evitar dirigir e praticar qualquer tipo de atividade física intensa. Contudo, o repouso absoluto também deve ser evitado; o ideal é que o paciente realize pequenas caminhadas dentro de casa para auxiliar na melhora da tonicidade dos músculos e evitar a formação de coágulos.

As atividades físicas leves, como caminhadas de média distância, são liberadas após o primeiro mês. Já a prática de atividades mais intensas só deve ser realizada cerca de 60 dias após a realização do procedimento, respeitando os limites de cada paciente. Durante todo o período de recuperação, é importante manter uma alimentação balanceada e procurar beber 2 litros de água diariamente.

Quando vou recuperar o controle urinário e a capacidade de ereção?

Geralmente, a recuperação do controle urinário ocorre de 3 a 6 meses após a cirurgia. É importante seguir as orientações médicas e realizar os exercícios corretamente para que o controle sobre a urina retorne o mais cedo possível. Contudo, dependendo do grau de incontinência, esse período pode se estender por até 1 ano.

A recuperação da ereção pode ocorrer nos primeiros meses ou demorar até 2 anos. O tempo de recuperação depende de uma série de variáveis, como idade do paciente, cuidados no pós-operatório, função sexual antes da cirurgia, dentre outros. De maneira geral, pacientes mais jovens e com função plena antes do procedimento tendem a ter uma recuperação mais rápida. 

Quer saber mais sobre os benefícios da prostatectomia robótica e entender se o procedimento é indicado para seu caso? Agende uma consulta para avaliação individual em Itajaí ou Balneário Camboriú.

Material escrito por:
Dr. Leonardo Ortigara
CRM 15149 / RQE 7698
X Balneário Camburiú Itajaí