home > Informe-se > Impotência sexual > Pênis torto: quando é preciso se preocupar?

Pênis torto: quando é preciso se preocupar?

Publicado em 10 de abril de 2021
Por: Dr. Leonardo Ortigara

Pênis torto: quando é preciso se preocupar?

pênis torto ocorre quando o órgão sexual apresenta algum tipo de curvatura ao ficar ereto. Na grande maioria das vezes, independente da direção em que o membro se curva, não há motivos para se preocupar, já que o pênis precisa de uma leve curvatura para facilitar a penetração. 

Por outro lado, curvaturas mais acentuadas não são consideradas normais e podem indicar a presença de condições mais graves, como a Doença de Peyronie. Neste artigo, vou te ajudar a entender melhor quando a curvatura é anormal e como você pode identificar e tratar a Doença de Peyronie. Acompanhe!

Quando a curvatura do pênis não é normal? 

Todo homem deve observar constantemente a anatomia de seu pênis, afinal a saúde do seu órgão também significa mais saúde, bem-estar e qualidade de vida para você. Normalmente, começamos a reparar na aparência do órgão na puberdade ou início da vida sexual. Nesta fase, muitos homens já podem notar que o seu pênis apresenta uma certa curvatura.

A curva peniana ocorre devido à diferença de elasticidade entre os tecidos que compõem o pênis. Como vimos, uma curva ligeira é completamente comum. No entanto, se o ângulo da curvatura for superior a 30º, é preciso ligar o alerta, já que é um forte indício de que algo está errado. 

Além disso, a curvatura acentuada pode ser acompanhada por outros sintomas, como:

  • dor ou desconforto durante a ereção
  • dificuldade para penetrar e manter relações sexuais;
  • dor no pênis após relações sexuais;
  • aumento da curvatura com o passar do tempo.

Doença de Peyronie: a principal causa do pênis torto

A Doença de Peyronie é caracterizada pelo desenvolvimento de pequenas placas de fibrose no interior do corpo do pênis, resultando em uma curvatura exagerada. Segundo a literatura médica, a condição atinge cerca de 10% dos homens, mas a prevalência pode chegar a 20,3%, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia.

Causas

Diferente do pênis torto congênito, a Doença de Peyronie aparece com o tempo e atinge, principalmente, homens a partir dos 40 anos de idade. A condição surge em decorrência de microtraumas provocados pelas relações sexuais, mas também pode ter outras causas associadas, como:

Sintomas

O pênis torto com curvatura acentuada adquirida ao longo da vida é o principal sintoma da Doença de Peyronie. Assim, a identificação da doença pode ser feita a olho nu pelo próprio paciente, mas também é preciso ficar atento a outros sintomas comuns causados pela condição. Dentre eles, podemos destacar:

  • Nódulos ou caroço no pênis: normalmente se formam na parte superior do pênis e podem ser percebidos ao apalpar o órgão em estado flácido.
  • Dor no pênis durante a ereção: esse sintoma não é considerado normal em nenhuma situação. Sua presença pode ser um indício da fase de inflamação da Doença de Peyronie.
  • Início da disfunção erétil: além de ser causa, a disfunção erétil também é um dos sintomas que podem ser causados pela Doença de Peyronie.
  • Diminuição ou afinamento do pênis: pode ocorrer como um dos efeitos da fibrose peniana, estando diretamente associada a uma menor elasticidade dos tecidos.

Tratamento

O tratamento para o pênis torto provocado pela Doença de Peyronie varia de acordo com o estágio da doença, podendo ser clínico ou cirúrgico. Saiba mais sobre eles:

Tratamento clínico

Indicado para a fase inicial da doença, o tratamento clínico é realizado por meio de medicamentos corticoides orais, em gel, pomada ou injetáveis. Esses medicamentos promovem a destruição das placas de fibrose e ajudam a diminuir a inflamação do local, aumentando a circulação de sangue no pênis e evitando a evolução da curvatura.

Cirurgia

A cirurgia é indicada quando a Doença de Peyronie já está em uma fase avançada. O procedimento cirúrgico é realizado com o objetivo de remover as placas de fibrose que possam estar afetando a ereção e a curvatura do pênis. A cirurgia é feita com anestesia local e o paciente recebe alta hospitalar no mesmo dia.

Prótese peniana

prótese peniana é uma grande aliada para corrigir a fibrose peniana, o aumento da curvatura do pênis e a disfunção erétil. Trata-se de um pequeno dispositivo implantado cirurgicamente para promover maior rigidez axial após a correção da curvatura, impedindo novos traumas e fissuras. Assim, a prótese auxilia no correto funcionamento do pênis e permite que o homem tenha uma vida sexual ativa, saudável e satisfatória. 

A importância da consulta com um urologista

O pênis torto pode causar certo receio em buscar ajuda médica, mas o primeiro passo para recuperar sua autoestima e qualidade de vida é deixar a vergonha de lado e procurar um urologista. 

O diagnóstico da Doença de Peyronie ou de outras causas que podem estar relacionadas à curvatura acentuada do pênis só pode ser feito por um profissional, com o auxílio de exames específicos. Além disso, o tratamento mais adequado para seu caso só será definido após uma avaliação criteriosa por um profissional especializado.

Gostou do artigo? Continue acompanhando minhas atualizações sobre saúde urológica do homem no Facebook e Instagram

Material escrito por:
Dr. Leonardo Ortigara
CRM 15149 / RQE 7698
X Balneário Camburiú Itajaí